Quantidades importadas são recorde e déficit soma US$ 11,2 bi entre janeiro e abril

Manutenção do REIQ é condição sine qua non para o próprio posicionamento estratégico do País no cenário global

Nos quatro primeiros meses do ano, as importações de produtos químicos movimentaram 17,2 milhões de toneladas, aumento de 17,8% na comparação com iguais meses de 2020. Trata-se de recorde em quantidades adquiridas para o período, tendo sido registrados aumentos importantes em praticamente todos os grupos acompanhados, como em resinas e elastômeros (34,1%), e em produtos químicos orgânicos (18,4%) e inorgânicos (16,1%), todos com significativa fabricação nacional.

Já o volume das exportações, de janeiro a abril, chegou a 5,4 milhões de toneladas, aumento de 7,3% em relação aos quatro primeiros meses de 2020, concentrado fundamentalmente em produtos inorgânicos (grupo que isoladamente representa praticamente 70% de todas as quantidades exportadas pelo Brasil em produtos químicos), em que pese forte queda de 24,1% nas vendas ao exterior de resinas termoplásticas (380 mil toneladas exportadas no período).

Fonte site da ABIQUIM
Veja mais no link https://abiquim.org.br/comunicacao/noticia/9533



Deixe uma resposta